ParaPraPensar.com

NELE TEMOS REDENÇÃO!

“Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus”. Efésios 1:7 (NVI)

Quantas vezes você já ouviu ou falou a palavra redenção? Acredito que muitas. Mas você já se perguntou o que significa esta palavra? Para entendermos esta passagem das Escrituras é importante que conheçamos antes o significado de redenção, que significa obter novamente, ou, conseguir a libertação ou a salvação de outro ou de si mesmo. Sabendo disso, acredito que fique mais fácil compreendermos o que as Escrituras dizem ao afirmar que Cristo é o nosso Redentor e que somente em Jesus podemos ter essa redenção. Ou seja, libertação e salvação.

Read More

AMAR É NOSSO DEVER!

“Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros”. 1 João 4:11 (ACF)

Talvez mais que em outros tempos, as pessoas não amam umas as outras como deveriam, e o engraçado(para não dizer trágico) é que essa falta de amor não é algo exclusivo dos que não se dizem cristãos. Por muitas vezes, muitos dos que chamam a si mesmo de cristãos não demonstram o amor que o Cristo amou e ensinou. Pense bem, se Deus nos amou, independente de quem somos, porque então eu não deveria amar aos outros?
Read More

NÃO AMEM O MUNDO!

“Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele”.
1 João 2:15 (NVI)

O Senhor Deus nos chama a amá-Lo acima de todas as coisas e com todas as nossas forças. Em Tiago 4:4, as Escrituras nos afirmam que a amizade com o mundo é inimizade com Deus e que quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus. Agora então lhe pergunto: onde você tem depositado o seu amor? Será que nós estamos andando de mãos dadas com o mundo como namorados apaixonados? Estamos sendo amigos do Eterno Deus ou deste mundo caído? Qual tem sido a nossa posição quanto a quem damos as nossas mãos?
Read More

MÚSICA DE QUINTA #002 – RARIDADE

Conhece a canção “Raridade”, cantada por Anderson Freire? Presumo que sim, ela passou um bom tempo no auge, e ainda hoje se ouve bastante em rádios e em muitos cultos por aí, mas será que está canção serve para o nosso culto a Deus? Ela glorifica a Deus mesmo? Confesso que esta canção seria a primeira análise do Música de Quinta, mas preferi não iniciar por ela, tendo em vista que já existem tantas e tantas críticas a esta canção pela internet. Porém, como muitos leitores pediram, a fiz. Entretanto antes de entrar na análise teológica da canção, lembro que não é meu objetivo julgar o compositor e/ou intenções, minha crítica é apenas à sua canção.
Read More

O JULGAMENTO É ESSE!

“E o julgamento é este: que a luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam expostas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, para que se veja claramente que as suas obras são realizadas em Deus.” João 3:19-21 (KJA)

Nos dois versículos anteriores aos supracitados, o Evangelista João afirma que “Deus enviou o seu Filho ao mundo não para condenar o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por meio Dele”. Também nos mostra como a equação é simples, dizendo que: “Quem Nele crê não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porque não acreditou no Nome do Filho Unigênito de Deus.” E este parágrafo das Escrituras o qual estamos tratando neste post começa afirmando que “o julgamento é este: que a Luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas do que a Luz, porque as suas obras eram más”. É nisto que se baseia o julgamento dos condenados: a Luz veio ao mundo, mas eles preferiram as trevas. Tão simples quanto compreender a primeira equação é compreender esta segunda. Não há dificuldades, o texto é claro, a Luz veio, mas os homens preferiram as trevas, pois suas práticas e atitudes eram más.
Read More

Páginas:12