ParaPraPensar.com

NÃO SOU DIGNO DE DESAMARRAR AS SUAS SANDÁLIAS.

“E este é o testemunho de João, quando os judeus enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para o interrogarem: “Quem és tu?” Ele confessou e não negou; mas declarou francamente: “Eu não sou o Cristo”. E o questionaram: “Quem és tu? És tu Elias?” Ele disse: “Não o sou”. “És tu o Profeta?” E João afirmou: “Não”. Então, perguntaram a ele: “Quem és tu? Dá-nos uma resposta, para que a levemos àqueles que nos enviaram; que dizes a respeito de ti mesmo?” E João lhes disse: “Eu sou a voz do que clama no deserto: ‘Fazei um caminho reto para o Senhor’, como disse o profeta Isaías”. Ora, os que haviam sido enviados faziam parte dos fariseus. E perguntaram-lhe ainda: “Então, por que batizas, se não és o Cristo, nem Elias, nem o Profeta?” João respondeu-lhe, dizendo: “Eu batizo com água; mas, no meio de vós, já está quem vós não conheceis. Ele é aquele que vem depois de mim, cujas correias das sandálias não sou digno de desamarrar”. Essas coisas aconteceram em Betânia, do outro lado do Jordão, onde João estava batizando”. João 1:19-28 (KJA)

Nestes textos encontramos João sendo interrogado por alguns sacerdotes e levitas que perguntaram-lhe “quem és tu?” afim de saber se ele era o Messias esperado. Mas João claramente lhes disse “eu não sou o Cristo”. E, não satisfeitos com sua resposta voltaram a questioná-lo, perguntando “quem és tu?” E seguem perguntando se era ele Elias ou o Profeta, e a todas estas perguntas João Batista afirma de maneira clara que não. Eles perguntaram se João era Elias devido a profecia de Malaquias (4:5) que diz: “Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor”. Porém, partiram de uma compreensão errada do que a mesma diz, pensando que o mesmo profeta Elias do passado seria enviado novamente, e por isso João logo afirma não ser ele Elias. No sentido mais literal ou da maneira que eles esperavam, realmente João não era Elias, mas o próprio Jesus afirma, através da correta compreensão da profecia de Malaquias, que João Batista realmente era Elias, porém de uma forma diferente da que os judeus pensavam. Read More

A EXCELÊNCIA E PLENITUDE DE JESUS

“João testemunha sobre Jesus e exclama, dizendo: “Este é Aquele de quem eu disse: Ele, o que vem depois de mim, tem a excelência, porquanto já existia antes de mim.” E da sua plenitude todos nós temos recebido, graça sobre graça. Porquanto a Lei foi dada por intermédio de Moisés; mas a graça e a verdade vieram através de Jesus Cristo. Ninguém jamais viu a Deus; o Filho unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou”. João 1:15-18 (KJA)

João testemunhava a todos declarando que Jesus é a Luz que ilumina a humanidade, exclamando que Ele é o Verbo que se fez carne, e agora ele também confirma que Jesus é Aquele de quem ele falava e que tem a excelência. Embora Jesus tivesse vindo após João, Ele já existia antes mesmo de João nascer. E é isso o que João testemunha em seu ministério, que Jesus é superior a tudo e todos,  que Ele tem a primazia, tem toda a excelência, que Jesus é a Palavra que no início de tudo estava com Deus e que também é Deus (Jo 1:1).  Read More

O VERBO SE FEZ CARNE!

“Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele. Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz. Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade”. João 1:6-14 (acf)

João Batista veio como um precursor do Messias, como uma testemunha do Cristo, para certificar a respeito da Luz. Tal testemunho da parte de João teve por objetivo fazer com que todos os homens cressem que de fato Jesus era o Filho de Deus. E embora muitos pudessem achar que esta Luz era o próprio João, a verdadeira Luz que ilumina a todos os homens é o Senhor Jesus, o Cristo (Jo 1:4). Read More

JESUS, O VERBO, A VIDA, A LUZ.

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam”.
João 1:1-5 (acf)

Antes de todas as coisas Ele já existia. Nosso Senhor e Salvador Jesus é eterno, O Eterno. As Sagradas Escrituras nos mostram através do Evangelho segundo João que no princípio de tudo o que existia era o Verbo, do grego logos, a Palavra, e que esta Palavra estava com Deus. Jesus é a Palavra que estava com o Senhor Deus. Ele é o Verbo que não apenas estava com Deus, como também era o próprio Deus. É interessante como nesta passagem encontramos de maneira cristalina a comprovação da Deidade (divindade) de Jesus. Pois quando ainda nada existia Ele já estava com Deus, e era Deus, e tudo o que veio a existir foi feito por intermédio Dele. Read More

Páginas:1234