ParaPraPensar.com

M&P#007 – FOI DE GRAÇA

Vocês pediram e a série Música&Palavra está de volta. Pode anotar aí na sua agenda, terça-feira agora é dia de Música&Palavra, semanalmente você terá aqui uma canção sendo recomendada e analisada. Mas também não esqueça de sugerir canções para nossa série, você é parte muito importante no ParaPraPensar. E hoje, no post #007, refletiremos acerca da canção Foi de Graça, da Salzband, sugerida por Priscila Borba via facebook.



“Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo […] Efésios 1:4a

A canção tem início contando a experiência de alguém que tentou enganar a si, o fazendo acreditar que poderia viver distante do Eterno, mas que na verdade nunca encontrou em lugar nem pessoa alguma o que só se pode encontrar no Senhor Deus. E, de fato, nada se compara à maneira que somos aceitos por Ele. Sim, somos aceitos, não O aceitamos. Nós não O escolhemos, antes Ele nos escolheu e nos aceitou, e isto, assim como a canção muito bem diz, desde sempre.

“Foi de graça que eu recebi, o que o mundo inteiro não pôde comprar”

Tudo o que recebemos da parte Dele é por graça, e de graça. Este trecho da canção é, para mim, o mais belo de toda ela. Principalmente porque, embora a canção trate sobre uma experiência pessoal, este trecho traz algo que todo cristão deve compreender: é por graça e de graça. E, com certeza, o mundo não pode e nem nunca poderá comprar o que Jesus comprou com Seu próprio sangue naquele madeiro. Cristo pagou alto preço para “quitar” nossa dívida com Deus Pai, preço que jamais conseguiríamos pagar, e isso tudo fez por graça e nos oferece de graça.

Embora na primeira estrofe o autor reconheça que o Senhor o aceitou desde sempre, e no refrão declare que tudo foi de graça, na última estrofe o encontramos ainda buscando fazer coisas para ser aceito por Deus, como se dependesse de nós, E quantas vezes, mesmo já aceitos por Deus, nós ainda tentamos fazer coisas e mais coisas para sermos merecedores de algo da parte Dele? Na verdade, tudo o que merecemos é Sua ira e a condenação eterna. Tamanho amor e graça que Ele nos demonstra deveriam, assim como diz o autor, nos surpreender e fazer compreender que, assim como o Apóstolo Paulo disse em Gálatas 2:20, “vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim”.

Belíssima canção, o conteúdo é bíblico, e que serve para a nossa edificação, eu mesmo já fui edificado ao cantá-la. Mas deixo aqui apenas a ressalva de que, por tratar principalmente de experiências e mais diretamente sobre o eu que o Ele, eu acabo enxergando esta canção como um testemunho sobre o que Deus fez na vida daquela pessoa e não penso que seria a melhor escolha para o louvor congregacional. Tendo em vista que nem todos os crentes passaram pelas mesmas experiências, para o culto público, prefiro canções que tratem diretamente sobre o Senhor, Sua obra e Seus atributos.

Que o Pai continue os abençoe.

Victor Augusto


Foi de Graça – Salzband

Eu tentei enganar a mim mesmo ao pensar
Que poderia viver longe dos teus braços
Mas a verdade é que nunca encontrei
Nada igual à maneira que você me aceitou

Desde sempre
Me aceitou
Desde sempre

Foi de graça que eu recebi
O que o mundo inteiro não pôde comprar
Foi de graça que eu recebi
O que o mundo inteiro não pôde comprar

E de tanto eu buscar ser aceito por ti
Me surpreende o seu amor que sempre me cercou
E com toda essa graça me ensinou acreditar
Que não sou mais eu quem vivo e é você
Quem vive em mim


Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o blog www.paraprapensar.com, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Facebook Comments