ParaPraPensar.com

CONTROLE-SE!

“Evite a ira e rejeite a fúria; não se irrite: isso só leva ao mal”. Salmos 37:8 (NVI)

O salmista aqui nos mostra três sentimentos: ira, fúria e irritação. Sendo a irritação a que mais facilmente vemos em nossos dias. Você pode não conhecer muitas pessoas que vivem iradas ou furiosas, mas com certeza você conhece alguém que sempre está irritado, ou que irrita-se com muita facilidade, e talvez este alguém seja você.

E o que dizer sobre a ira e a fúria, então? Segundo o dicionário Priberam, ira significa raiva ou indignação, entre outros. E fúria é o máximo grau da agitação do ânimo irado. Vejo, portanto, que podemos identificar os três adjetivos como graus diferentes da mesma coisa. A irritação é aquele leve indignação com algo ou alguém, a ira é uma raiva e/ou indignação com maior grau que a irritação, e a fúria é o grau máximo da raiva/indignação. Mas o que é de suma importância compreendermos é que independente de graus e definições, uma coisa é bem clara no texto em destaque: isto só leva ao mal. Tomarmos atitudes movidos por ira, fúria ou até mesmo irritação, nos irá levar, em grandes probabilidades, a errar.

Claro que há momentos em que há motivos justos para irar-se. Jesus mesmo irou-se ao expulsar os que faziam comercio no templo. Mas neste caso encontramos o que costumamos chamar de “ira santa”. Digo mais, chamo-a de “ira justificada”. Penso que o problema não é o sentimento de indignação em si, mas a falta de motivo justo para tal. Sabendo que, por mais que eu tente, não conseguirei ser tão santo e justo quanto Jesus, enxergo que, quase na totalidade, nossa ira só nos levará à carnalidade. Por isso, na dúvida, não se irrite: isso só leva ao mal. 

Geralmente, quando estamos irritados, tomamos decisões erradas e fazemos os que nos cercam sofrer. Parece que, quando irritados, nós estamos sofrendo, mas na verdade são as pessoas que tornam-se objeto de nossa irritação que passam por maus bocados. Abramos os olhos e fiquemos alerta! Falo isso para você e também para a mim. Sou desses que facilmente fica irritado e oro para que o Pai trate isso em mim. Se você é assim como eu, ore para que o Eterno te ajude. Pois só Ele tem poder para transformar-nos. Mas se você já é comedido, ore para que ele te auxilie a continuar temperante.

Que estejamos bem atentos quanto às nossas indignações e irritações infundadas, que não venhamos a ficar irados por coisas bobas e descabidas. Muito mais que a nós mesmos, afetamos àqueles que nos rodeiam. O salmista nos ensina que devemos evitar a ira e, segundo o dicionário, evitar é fazer o possível para não encontrar, não ver, não estar exposto a. Façamos, pois, o possível para evitar a ira e rejeitar a fúria. Viver irado não combina com o padrão estabelecido pelo Criador.

Por fim, para que fique bem gravado em nossa mente, eu repito: “não se irrite: isso só leva ao mal!”

Que o Eterno abençoe a sua vida e te faça temperante assim como é o nosso Senhor Jesus Cristo!

Victor Augusto


Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o blog www.paraprapensar.com, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

 

Facebook Comments