ParaPraPensar.com

NO MUNDO TEREIS AFLIÇÕES

Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo. João 16:33

É com estas palavras que Jesus conclui seu discurso onde tratou de assuntos muito importantes e que mereciam toda a atenção dos discípulos (assim como nossa), tais como a Sua partida deles (e ida) para preparar um lugar, Sua união e comunhão com eles, além de falar também sobre as aflições e perseguições pelas quais teriam que passar por amor a Cristo. Logo em seguida o Senhor Jesus diz o porquê de nos prevenir sobre todos esses acontecimentos: Para que Nele tenhamos paz.

Cristo nos alerta sobre uma variedade de coisas afim de que tenhamos paz Nele e não no mundo. Pois na verdade o mundo só nos trará aflições. Jesus não prometeu que nos isentaria de adversidades e tribulações, antes nos mostrou claramente que enquanto ainda vivermos neste mundo passaremos sim por aflições. Porém, da mesma forma que Ele afirma que passaremos por adversidades no mundo, Ele mostra que Nele podemos (e devemos) descansar, pois Ele lutou e venceu por nós.

O termo grego traduzido nesta passagem por aflições é thlipsis, que significa aflição, opressão, tribulação e adversidade. Ou seja, tudo o que temos no mundo é aflição, opressão, tribulação e adversidade, nada além disso. Mas em Cristo temos a paz genuína, paz essa que nos dá ânimo e nos torna capazes até de nos alegrarmos em meio às lutas e tribulações. Precisamos entender de uma vez por todas que tudo nesse mundo é transitório, até as alegrias que ele pode nos proporcionar não passam de ilusões passageiras. Todavia em Jesus conseguimos ter paz, descanso e alegria de verdade.

“Os ventos de aflição e perseguição podem ocasionalmente soprar com furor sobre nós; no entanto, somente permitamos que eles sirvam para nos aproximarem mais de Cristo. As tristezas, dificuldades, perdas e desapontamentos desta vida podem fazer-nos sentir profundamente abatidos; porém, devemos permitir que estas coisas tornem mais intensa nossa dependência de Cristo. Apegando-nos a esta promessa, acheguemo-nos com ousadia, em meio a cada provação, junto ao trono da graça, a fim de obtermos misericórdia e graça em ocasião oportuna. Sempre digamos: “Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu” (Sl 42.5); e confessemos ao nosso gracioso Jesus: “Senhor, não disseste: ‘Tende bom ânimo’? Senhor, faze como dissestes e concede-nos bom ânimo até o final”.
J. C. Ryle, Meditações no evangelho de João, p223

Que o Eterno Deus os abençoe e dê animo para passar pelas aflições da vida tendo sempre paz Naquele que por nós lutou e venceu, Jesus, o Cristo.

Victor Augusto


Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o blog www.paraprapensar.com, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Facebook Comments